Feliz dia das mães!

Imagem de mãe

Infelizmente são tempos difíceis para todos. Estamos atravessando um momento incerto em que precisamos evitar a rua e o contato humano para garantir o controle da pandemia do Coronavírus (Covid-19). Ainda não sabemos quanto tempo isto irá durar, mas não podemos deixar o medo ocupar nossas mentes.

É tempo de ter esperança e de acreditar que dias melhores logo chegarão. Enquanto isso, vamos buscar encontrar no nosso lar – aquele canto que escolhemos como nosso – um conforto e uma segurança. Vamos ligar para as pessoas que amamos e lembrá-las constantemente do quanto as admiramos e de como é importante que todas se cuidem.

Logo tudo isto será passado e fará parte de uma história vivida pelas nossas gerações. Que façamos dos dias difíceis um aprendizado sobre a vida e nós mesmos.

 “Você não pode controlar todos os eventos que acontecem com você, mas pode decidir não ser reduzido por eles.”

 Maya Angelou

Neste tempo que muitas mães não podem abraçar seus filhos, fica a minha singela homenagem ao dia das mães em nome de minha esposa Keila Fascio.

Feliz dia das mães a todas as mães!

Por- Mário Antonio Marques Fascio, Fascio, um observador político de Santana-AP.

Decreto do prefeito de Santana estabelece regras para entrada no distrito da Ilha de Santana

O prefeito Ofirney Sadala, de Santana, baixou nesta quinta-feira (7) o Decreto 620/2020, alterando decretos de 15 e 17 de abril, em razão da continuidade ao combate da Covid-19, em todo o território do município.

De acordo com o artigo terceiro do decreto desta quinta-feira, fica proibido o ingresso no distrito da ilha de Santana de pessoas de outra cidade da federação, bem como de pessoas não residentes ou domiciliadas naquele distrito.

As autoridades municipais e estaduais, quando da fiscalização das regras, poderão exigir os seguintes documentos: certidão de matricula de imóvel; comprovante de pagamento de água, luz, telefone, IPTU, contracheques ou outro documento idôneo que comprove que a pessoa precise entrar na ilha.

Poderão ingressar no distrito da Ilha de Santana as pessoas pertencentes ao mesmo núcleo familiar, compreendido como tais: cônjuges; parentes em linha reta a exemplo de pais, filhos, avós e netos das pessoa que fizerem a comprovação com documentos estabelecidos.

Os proprietários de transportes fluviais como: catraios, barcos e balsas deverão fazer o controle de passageiros solicitando os documentos listados para fins de comprovação para transportar passageiros ao distrito da Ilha de Santana.

Os proprietários de catraios que fizerem transporte de passageiros para o distrito de Santana e vice e versa, deverão disponibilizar álcool em gel ou álcool 70% aos passageiros e só poderão transportar por viagem no máximo de cinco passageiros e todos (tripulação e passageiros) deverão esta utilizando máscaras de proteção.

Os proprietários ou condutores de catraios, barcos ou balsas que forem flagrados pela fiscalização transportando passageiros que não estejam utilizando mascara de proteção ou não comprovem no momento da fiscalização que é morador ou não tenham vinculo familiar com moradores da ilha, perderão a licença ou autorização de transportes até o fim da decretação da pandemia pelo covid-19.

O decreto do prefeito Sadala permite barreiras de fiscalizações municipais e estaduais nas entradas da cidade de Santana, visando impedir a entradas de pessoas no município que não sejam moradoras ou que não desenvolvam atividade laborais ou profissionais, com objetivo de diminuição do transito de pessoas inibindo assim a propagação da covid-19.

As autoridades municipais e estaduais, quando da fiscalização nas barreiras, poderão exigir os seguintes documentos para fins de comprovação a certidão de matricula de imóvel; comprovante de pagamento de água, luz, telefone, IPTU, contracheques ou outro documento idôneo que comprove que a pessoa precise entrar no município.

Os estabelecimentos e atividades que estão autorizados a realizar suas atividades pelo Decreto 456 de 3 de abril de 2020 até 18 de maio de 2020, alterado pelo Decreto 546 de 17 de abril de 2020, além de cumprir as determinações previstas nos mesmo e em outros decretos municipais. Deverão obedecer as recomendações das autoridades sanitárias, sendo obrigado ainda o cumprimento dos procedimentos de segurança, sob pena de aplicações das penalidades na legislação em vigor

Eu Fascio, sou amplamente favorável a restrição, acrescento ainda que toda Santana deveria entrar em lockdown, pois os descumprimentos das regras de quarentena está custando caro para o nosso município.

Fonte: https://www.diariodoamapa.com.br/cadernos/cidades/decreto-do-prefeito-de-santana-estabelece-regras-para-entrada-no-municipio/

Transcrito por; Mário Antonio Marques Fascio, analista de sistema, apaixonado por Santana e política.

A cidade que não se pode morrer, Sucupira ao contrário

Santana no Amapá é uma cidade em que não se pode dizer que vai descansar em paz! Pois não temos vaga em nosso único cemitério.

Outras gestões preocupadas com este pequeno (grande) detalhe, até chegaram a locar uma nova área, para depois da antiga lixeira viciada que era a porta da nossa Cidade.

Ocorre que sem planejamento e continuidade de gestão, nada foi feito.

Com o advento da pandemia do Covid19 no mundo, ficaram expostas as nossas mazelas, a falta de direção, de atitude e finalmente a falta de um capitão que coloque nosso Município para enfrentar está doença tem nos deixado desnorteados.

Informações desencontradas, liberações de feiras e depois não liberação de feiras.

Aí chega no celular uma notícia, estão quebrando as calçadas internas do cemitério para enterrar pessoas, conforme o áudio existente:

Lembrando o que ocorreu em Sucupira na série “bem-amado”:

“O “bem-amado” em questão é o corrupto e demagogo Odorico Paraguaçu (Paulo Gracindo), candidato a prefeito de Sucupira, adorado pela maior parte da população. Como não há um cemitério na cidade, o que obriga os moradores a enterrar seus mortos em municípios vizinhos, o político se elege com o slogan “Vote em um homem sério e ganhe um cemitério”. O problema é que não morre ninguém para que a obra seja inaugurada. O prefeito resolve, então, lançar mão de todo tipo de artifício para não perder o apoio popular, até mesmo consentir a volta à cidade do matador Zeca Diabo (Lima Duarte), com a garantia de que ele não será preso. Há a esperança de que ele mate alguém e lhe arranje um defunto. O prefeito só não imaginava que Zeca Diabo volta a Sucupira disposto a nunca mais matar ninguém, pois quer virar um homem correto.” (Fonte: https://memoriaglobo.globo.com/entretenimento/novelas/o-bem-amado/trama-principal/)

Acredito que Santana virou Sucupira ao inverso: NÃO PODEMOS TER MORTOS!

Já temos nosso Odorico Paraguaçu Tupiniquim, está aqui em Santana, quebrando as calçadas internas de movimentação de nosso cemitério para proceder seus enterros!

Logo a dica que dou: “Fique em casa”, pois aqui você não tem nem como descansar em paz!

Para matar as saudades aconselho ver a inauguração do cemitério de “bem-amado”, abaixo o vídeo, bom para dar umas risadas:

Autor: Mário Antonio Marques Fascio (Fascio), é analista de sistema, um observador da vida política de nosso Município de Santana-AP.

Prefeito Ofirney Sadala, troca farpas com ex-prefeito Antonio Nogueira pelo whtasApp

Neste Primeiro aúdio Prefeito Ofirney Sadala, perde a pose é acusa Prefeito Nogueira de corrupção e ter construídos somente mansões pela Cidade em seu mandato.

Ex-prefeito Nogueira não deixa por menos e responde prefeito cagão, incompetente na gestão, mandou trabalhar.

Completou o diálogo com trocas de farpas em grupo de WhatsApp.

Pelo visto vai longe, o que nos impressiona é que o Prefeito, substituiu na gestão o ex-prefeito Robson Rocha, será que isto é fetiche?

Aproveite e deixe seu comentário para Mário Fascio, em nosso blog do que acham deste embrólio?

Escrito por: Mário Antonio Marques Fascio, conhecido por Fascio, admirador da vida política de Santana.

Nota de pesar Ana Raquel Possas

Ao Eduardo da Raquel,

Desculpe tirar os títulos para esta mensagem, mas isto sei que neste momento é o que menos importa.

Meu amigo, gostaria de deixar registrado, o quanto Raquel e você foram especiais em nossas vidas (Keila e eu). Sei que neste momento de dor não podemos levar nenhuma palavra que lhe traga algum conforto, esperamos realmente que as palavras de nosso Senhor valam para o momento:

8 “Pois os meus pensamentos
não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos”, declara o ­Senhor.

9 “Assim como os céus são mais altos
do que a terra, também os meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos; e os meus pensamentos,
mais altos do que os seus pensamentos.

 Isaías 55:8,9

Palavras estas que você e Raquel nos ensinaram a trilhar, não falando, e sim com exemplos. Tenho certeza que do Céu, onde a Raquel se encontra, ela olha lá de cima é diz: “Valeu a Pena”. Valeu a pena pelo companheiro, pai e amigo que ajudou ela percorrer esta caminhada na terra.

Estamos muito tristes, eu e a minha esposa, e compartilhamos esta dor, dor esta que neste tempo de pandemia não podemos expressar como gostaríamos, que a vontade que temos era ir te dar um abraço e dizer que você é especial para gente. A morte infelizmente surge a qualquer momento e por vezes leva as pessoas que nos são especiais. Ficam as recordações de uma mulher maravilhosa que deu e ensinou muito a todos nós. A você, eu e Keila, deixamos os nossos sinceros pêsames!

(Mário da Keila e a Keila do Mário)