Sadala terá que indenizar ex-servidora demitida durante a gravidez

A ex-servidora, chamada de Iranilse da Silva Rodrigues, entrou com mandado de segurança alegando ato abusivo por parte do prefeito.

Ofirney Sadala, prefeito de Santana, terá que indenizar uma ex-servidora que foi exonerada no último mês de gravidez, em fevereiro de 2019. A determinação é da Câmara Única do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP). A ex-servidora, chamada Iranilse da Silva Rodrigues, entrou com mandado de segurança alegando ato abusivo por parte do prefeito. Iranilse alega, no mandado, que a prefeitura sabia que ela ficaria ausente por conta da gravidez, mas foi surpreendida com a exoneração antes do parto acontecer. Iranilse ocupava um cargo comissionado como gestora da Escola Municipal de Ensino Básico Gentila Anselmo Nobre. No mandado para a justiça ela exigia a reintegração ao cargo, ou indenização correspondente aos salários que deixou de receber até o fim da estabilidade, uma garantia de 05 meses estabelecida por lei.

A Constituição Federal assegura essa estabilidade para servidoras públicas, mesmo que em cargos comissionados, após o parto. O relator do processo, desembargador Manoel Brito, votou favorável ao pedido da professora e foi acompanhado, por unanimidade, pelos outros magistrados.

Mesmo ganhando Iranilse não sabe quando receberá, já que a decisão não fixa prazo para que o pagamento seja efetuado.

Câmara de Santana, aprova requerimento para a chamada de servidores municipais em especial a Secretária de Saúde Municipal.

Por requerimentos da vereadora professora Helena, presidente da r. casa de leis, foi aprovado ontem pela câmara municipal de Santana pedido de comparecimento da secretária de saúde municipal de Santana-AP, para explicar a operação expurgo!

Intitulada “Operação Expurgo”, a ação investiga irregularidades e aplicação indevida de quase R$ 2 milhões na contratação sem licitação de uma empresa para ações de limpeza e desinfecção visando o combate à Covid-19 no segundo maior município do estado.

Por Mário Antonio Marques Fascio (Fascio)

Vereador Genival Oliveira volta com tudo para exercer seu trabalho junto a Câmara de Santana

Na última terça-feira (19 )De maio de 2020 ,em seção extraordinária onilne da Câmara Municipal de vereadores de Santana, 17 Quilômetros da capital Macapá.
O Vereador Genival oliveira do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), solicita ao Prefeito da Cidade o Ofiney Sadala. Para novas adequações no programa”Ginástica Exercita Santana”.
Para transmissão online em todas as redes sociais do referido programa.
Dessa forma, a população continuará cuidando da saúde física e mental em casa.

Requisitou ainda, criação de software para o Município para que se possa acompanhar on line ,os caso de coronavírus, inclusive permitindo consulta on line para o munícipe.

Pediu ao prefeito providências no que tange a desinfecção dos carros que adentrarem ao município de Santana e por fim requereu o uso de farmácias de manipulação para que se dê solução aos remédios de assistência básica que estão com problemas de abastecimento em virtude da pandemia no Brasil e no mundo.

Reportagem:Ryan Araújo

#fiqueemcasa

O Estado e a Prefeitura de Santana no lockdown

Por Antonio Nogueira

A atual gestão do Município de Santana tem dado umas “barrigadas” imperdoáveis, em redação de documentos oficiais.

Os efeitos do DECRETO MUNICIPAL 659/2020 que institui o LOCKDOWN em SANTANA, com rodízio na circulação de veículos e fechamento do comércio não-essencial, já iniciaram no dia 16/05 (sábado). SÓ QUE NÃO!

Os redatores do Decreto e a falta de análise mínima de quem o assinou (o prefeito Ofirney), deixaram no Decreto a data de validade a partir do dia 16 passado, quando deveria acompanhar a data do Decreto estadual 1726/2020, que tem início somente a partir do próximo dia 19, terça-feira.

Ou seja, um Decreto com força de lei, banalizado pela incompetência de uma gestão fracassada que não consegue, sequer, fazer o “feijão com arroz” da parte mais básica de uma gestão.

DECEPCIONANTE!

PF faz prefeito calçar sandálias da humildade

Sadala cita Nogueira ao se defender de estrago da Operação Expurgo; PF faz prefeito calçar sandálias da humildade

Agora no olho do furacão, de repente Ofirney Sadala, conhecido por sua arrogância e brutalidade no meio político, calçou as sandálias da humildade em sabatina virtual com vereadores em sessão ontem a noite e chegou citar o caso envolvendo o ex-prefeito Nogueira, que depois de anos teve seu emprego retomado por decisão do STJ, reformando decisão do Tjap que lhe tirou o cargo público.

Agora com a pecha da corrupção em seu governo com direito ao carimbo da PF, não pode mais arrotar moralidade contra seus adversários como foi feito dias atrás em áudio que viralizou nas redes, onde associou Nogueira à corrupção.

Uma semana depois Sadala mudou a tônica do discurso de arauto da moralidade. O homem tirou a toga de juiz ou promotor de acusação e passou a usar o batom da OAB pra defender o Estado de Direito e a presunção da inocência para sustentar a inocência da sua pupila predileta, que ocupou os holofotes por guardar 10 mil no colchão com direito a dólares e euros, que valem ouro em tempos de pandemia.

Na contramão, Nogueira teria dito com seus botões: “No meu governo a PF nunca bateu na porta da Prefeitura ou arrombou portão de secretário”.

Na República de Almerim instalada na PMS e no clã Sadala, o pânico toma conta dos puxas e baba ovos que viram o telhado da sua casinha desabar.

A frase “a mão que nomeia é a mesma que exonera e encaminha ao Ministério Público”, proferida em sua diplomação não passou de discurso boquirroto, escrito em pedaços de papel higiênico e depois utilizado para as necessidades ao sentar no trono do vaso sanitário e depois ser despejado junto com suas asneiras no esgoto da política que ele tanto condenou.

Vale lembrar que pimenta nos olhos dos outros é refresco!

Em tempo: Deixo uma das frases do arauto de Almerim pra nossos leitores saborearem.

Por Heverson Castro

Fascio, defende em redes sociais uma transparência mais democrática no dinheiro do Covid19.

Assim como o governo e a prefeitura divulgam todos os dias o boletim “Coronavírus” com o número de pessoas infectadas, mortas, curadas etc, vou sugerir que também divulguem simultaneamente e da mesma forma o valor dos Recursos Federais Recebidos (RFR) e como estão sendo usados.

QUEREMOS O “BOLETIM RFR” nas redes sociais, não somente no “Portal da Transparência”. Você também apoia essa sugestão? Então compartilhe! Juntos contra a corrupção.

Por – Mário Antonio Marques Fascio (Fascio)

Prefeito Ofirney Sadala e Secretaria de Saúde pedem uso da palavra na sessão legislativa da câmara municipal de Santana

Ofício encaminhado hoje para câmara de Santana perfeito Ofirney pede uso da palavra na sessão Virtual realizada pela câmara de vereadores .

Com intuído de prestar esclarecimentos a população a secretaria de Saúde Maira Nascimento também estará na sessão , em sínteses alegam que os processos licitatórios ainda estavam em fase de elaboração e que nenhum real foi liberado para pagamento .

Câmera se pronuncia sobre operação expurgo

Nota da câmara

Nota Pública da Câmara Municipal de Santana

A presidente da Câmara Municipal de Santana, no uso de suas atribuições legais, vem a público para manifestar o descontentamento de todos os cidadãos santanenses, por esta casa representados, quanto à Operação Expurgo, deflagrada pela Polícia Federal nesta segunda-feira dia 11 de maio de 2020, que cumpriu mandado de busca e apreensão na Secretaria Municipal de Saúde, na casa de servidores da Prefeitura Municipal de Santana e na casa de empresários, tendo como objetivo investigar irregularidades na contratação direta de serviços de limpeza, desinfecção e assepsia no combate à COVID 19, no município de Santana.

Ante o desconhecimento desta Casa Legislativa do conteúdo da denúncia que deu início ao inquérito da Polícia Federal, a Câmara Municipal de Santana vem a público informar que tomará todas as medidas legais cabíveis de sua responsabilidade, com o pedido de esclarecimentos junto à Prefeitura Municipal, bem como a convocação dos agentes públicos envolvidos para prestarem esclarecimentos no Plenário deste Poder Legislativo Municipal, já na próxima sessão.

Não podemos nesse momento ímpar deixar que nosso município seja desonrado de seus valores morais e materiais, resguardando sempre o devido processo legal, a fim de proteger nossos valores e nossas autoridades, pelo povo constituídas, sem, contudo, fazer juízo de valor ou prejulgamento dos fatos.

Santana, 11 de maio de 2020.

Helena Pereira de Lima
Presidente – CMS

A cidade que não se pode morrer, Sucupira ao contrário

Santana no Amapá é uma cidade em que não se pode dizer que vai descansar em paz! Pois não temos vaga em nosso único cemitério.

Outras gestões preocupadas com este pequeno (grande) detalhe, até chegaram a locar uma nova área, para depois da antiga lixeira viciada que era a porta da nossa Cidade.

Ocorre que sem planejamento e continuidade de gestão, nada foi feito.

Com o advento da pandemia do Covid19 no mundo, ficaram expostas as nossas mazelas, a falta de direção, de atitude e finalmente a falta de um capitão que coloque nosso Município para enfrentar está doença tem nos deixado desnorteados.

Informações desencontradas, liberações de feiras e depois não liberação de feiras.

Aí chega no celular uma notícia, estão quebrando as calçadas internas do cemitério para enterrar pessoas, conforme o áudio existente:

Lembrando o que ocorreu em Sucupira na série “bem-amado”:

“O “bem-amado” em questão é o corrupto e demagogo Odorico Paraguaçu (Paulo Gracindo), candidato a prefeito de Sucupira, adorado pela maior parte da população. Como não há um cemitério na cidade, o que obriga os moradores a enterrar seus mortos em municípios vizinhos, o político se elege com o slogan “Vote em um homem sério e ganhe um cemitério”. O problema é que não morre ninguém para que a obra seja inaugurada. O prefeito resolve, então, lançar mão de todo tipo de artifício para não perder o apoio popular, até mesmo consentir a volta à cidade do matador Zeca Diabo (Lima Duarte), com a garantia de que ele não será preso. Há a esperança de que ele mate alguém e lhe arranje um defunto. O prefeito só não imaginava que Zeca Diabo volta a Sucupira disposto a nunca mais matar ninguém, pois quer virar um homem correto.” (Fonte: https://memoriaglobo.globo.com/entretenimento/novelas/o-bem-amado/trama-principal/)

Acredito que Santana virou Sucupira ao inverso: NÃO PODEMOS TER MORTOS!

Já temos nosso Odorico Paraguaçu Tupiniquim, está aqui em Santana, quebrando as calçadas internas de movimentação de nosso cemitério para proceder seus enterros!

Logo a dica que dou: “Fique em casa”, pois aqui você não tem nem como descansar em paz!

Para matar as saudades aconselho ver a inauguração do cemitério de “bem-amado”, abaixo o vídeo, bom para dar umas risadas:

Autor: Mário Antonio Marques Fascio (Fascio), é analista de sistema, um observador da vida política de nosso Município de Santana-AP.

Prefeito Ofirney Sadala, troca farpas com ex-prefeito Antonio Nogueira pelo whtasApp

Neste Primeiro aúdio Prefeito Ofirney Sadala, perde a pose é acusa Prefeito Nogueira de corrupção e ter construídos somente mansões pela Cidade em seu mandato.

Ex-prefeito Nogueira não deixa por menos e responde prefeito cagão, incompetente na gestão, mandou trabalhar.

Completou o diálogo com trocas de farpas em grupo de WhatsApp.

Pelo visto vai longe, o que nos impressiona é que o Prefeito, substituiu na gestão o ex-prefeito Robson Rocha, será que isto é fetiche?

Aproveite e deixe seu comentário para Mário Fascio, em nosso blog do que acham deste embrólio?

Escrito por: Mário Antonio Marques Fascio, conhecido por Fascio, admirador da vida política de Santana.